Pace V5471 – Desbloqueio

Feb 22, 2014   #desbloqueio  #hacking  #pace  #v5471 

Update 5

O desbloqueio agora pode ser feito simplesmente instalando uma imagem custom no modem, muito mais fácil e rápido. Vejam este post.

Update 4

Para gravar um novo firmware no modem (para downgrade, por exemplo), execute o seguinte comando a partir de uma máquina com o curl disponível:

curl -H "Expect:" -c cookies.txt -b cookies.txt -v "http://192.168.25.170/cgi-bin/firmware.cgi" -F sFirmwareFile=@B14103-GVT-RC2-92276.bin

Certifique-se que a imagem desejada esta na pasta atual. As versões que tenho estão no link vault [1].

Update 3

Ferramenta para (des)ofuscar o router.bin disponibilizada neste post. Agora vocês podem fazer o desbloqueio.

Endereço de envio de bins desativado. Não existe mais e-mail para enviar arquivos para desbloqueio. Já foi postado a ferramenta, boa sorte!

Update 2

Não utilizem o arquivo bin de outro modem, ele contém informações específicas do dispositivo (IDs, seriais, …) que saiu. Usá-los, além de fazer com que perca suas configurações, pode causar desde comportamento errôneo a bricks. Não aceite ofertas de arquivos de “sabichões” que, agora, até no blog estão aparecendo.

Aos que pretendem desativar o TR069, podem executar via SSH:

echo "set Services_TR069_Enable 0; fcommit;" | cli -q

Como não tenho o modem, o comando acima não foi testado.

E não há necessidade de encher os comentários com informativos que o arquivo foi enviado. Se mandou para o endereço certo, vai chegar. Nem escrever que ainda não chegou. AGUARDE.

Update

Como na última versão do firmware o V5471 ficou mais temperamental com o que modificamos na configuração, os passos para desbloquear foram alterados. Enquanto não automatizo o processo, continuem mandando os router.bin, mas agora funcionará assim:

  • Extraia o router.bin e me enviem por e-mail;
  • Devolvo o arquivo modificado para ativar o SSH;
  • Você entra via SSH no modem e altera manualmente o nível de acesso/runlevel.

Após receber e enviar o router.bin modificado para o modem, conecte via SSH e faça login com as credenciais web (admin/gvt12345). Se não conhece sobre SSH, baixe o PuTTY e busque instruções na Internet.

Dentro do modem, execute:

echo "set Services_GvtConfig_AccessClass 4; fcommit; reboot;" | cli -q

Note o 4 na linha, altere para o nível desejado (2 ou 4).

Já foram despachados alguns arquivos modificados. Dos que receberam, um retorno seria interessante.

TL;DR

Novamente: não me responsabilizo por modens danificados, desconfigurados, linhas/planos perdidas, encrenca com a G\/T, etc… tudo por sua conta e risco.

Clique neste link (copie a URL e cole no navegador se necessário), envie o arquivo gerado para o e-mail removido (substitua o .arroba. por… bem, @) dizendo qual runlevel * (2, 4 ou “híbrido”, sendo 2 com TV, sem USB; ou 4 sem TV, com USB; ou “hibrido”, leia abaixo) e se precisa do SSHd ativado. Assim que possível, retorno o arquivo desbloqueado e como enviá-lo para o modem.

LONG VERSION

Como havia mencionado em um comentário anterior, há como alterar o nível de acesso/runlevel/”desbloquear” e gravar novas imagens de firmwares (e pelo visto, alterá-las também, depois de um papo com fgrep) no V5471. Porém, desta vez, não postarei como funciona e como fazê-lo detalhadamente, por razões que já ficaram claras por aqui.

Aos que quiserem desbloquear seu modem, posso gerar arquivos de configuração manualmente. Dentro da disponibilidade de tempo, claro. O processo será automatizado futuramente.

Siga os passos acima e aguarde pacientemente.

Isto provavelmente será o máximo que farei para o V5471, visto que não possuo o modem mais.

* O V5471, assim como *aparentemente* o SG 5350 GV, só suporta dois níveis: 2 e 4. O padrão é 2, HPNA ligado, USB desligado. O 4 liga a USB mas desliga o HPNA (TV). Por enquanto há uma maneira de ativar a USB e mantendo a TV, mas não é perfeita: o dispositivo USB aparece no compartilhamento Samba, mas não na interface do modem (e sabe-se lá quais outras diferenças/problemas).

[1] Firmwares V5471