Zeebo Teardown

Oct 27, 2010   #teardown  #zeebo 

_Update em 29/10/2010: adicionado o PN do driver do painel EL.

Update em 02/11/2010: corrigido o PN do Transceiver RF._

Ok, said that would post in english only, but will write in both languages, according to the post subject.. 😛

Meu Zeebo chegou no sábado. Joguei e naveguei um pouco. Já havia notado a fama que ele teve: celular de mesa e defasado. Bem, de certo modo não posso discordar, mas acredito que ainda exista muita coisa no que o sistema pode melhorar e “amenizar” a força destas características que ganhou. Se a Zeebo Inc../Qualcomm o fará, quem sabe…

No entanto, a melhor parte da experiência com o sistema foi na hora do teardown!

_Este post tem caráter informativo, não afetando ou violando a integridade do sistema ZeeboNet, nem dos negócios mantidos pela Zeebo Inc. ou Qualcomm. O possível uso das informações aqui contidas, diretamente ou indiretamente, são de _responsabilidade do leitor.__

Nunca tive um dispositivo/aparelho cuja garantia tenha durado tão pouco! 😛 Mas, já que arranjei o bicho por curiosidade e “for the lulz”, tinha que saber como era este tal “videogame brasileiro” por dentro! Infelizmente ainda não foi no espírito de David L. Jones:

Don’t turn it on, take it apart!

Sim, liguei e joguei primeiro… :(Bem, vamos ao teardown!

A primeira coisa é remover os pés de borracha da parte inferior do console. Abaixo deles, existem 4 parafusos.

Zeebo - Parafusos inferiores

Logo em seguida, localize 6 pequenas “tampas” de borracha na parte posterior do console. Lá estão os últimos parafusos para abrir o console. São parafusos menores. Remova também, a tampa do conector USB de serviço (o conector menor, tipo Mini USB B).

Zeebo - Parafusos posteriores (bye bye warranty!)

Remova a tampa de plástico.

Tampa posterior

O que segura o case do console agora, são 4 travas internas, sendo 2 de cada lado. Com a unha ou uma ferramenta, levante a metade com o “escudo” do Zeebo no sentido oposto ao console (perpendicular à face lateral) e vá tentando separar o case.

Travas laterais

Destravando as 4 travas, levante e remova a parte de cima.

Removendo a tampa superior

Eis a placa mãe! (não exatamente, verá a frente…)

Zeebo - Placa mãe

Para prosseguir, remova os 2 parafusos marcados na imagem.

Zeebo - Parafusos da placa mãe

A placa está soldada ao painel eletroluminescente (a faixa de luz azul na frente do console, que pisca quando há tráfego de dados na rede), que por sua vez está preso a uma peça parafusada na metade inferior da case. Estes parafusos estão abaixo da placa, então não temos acesso a eles. Remova a placa para remover os parafusos, mas temos que remover os parafusos para remover a placa. 😛 Bem, talvez tenha como, mas preferi não forçar os terminais do painel para tentar acessar os parafusos, por isso é melhor usar o ferro de solda para resolver o problema e deixar o painel quieto!

Solda painel EL - Placa mãe

Agora podemos remover a placa!

Zeebo

Remova o cone branco que direciona a luz dos LEDs azuis para o logo do Zeebo. Os parafusos que o prendem estão na parte de baixo da placa.

Anotei a descrição dos componentes principais da placa:

Placa mãe - Cima

♦ Módulo Qualcomm

♦ Antena GSM/UMTS

♦ Circuito do Hub USB 3 portas, baseado no Texas Instruments TUSB2036

♦ Compartimento SIM card

♦ Supertex HV857L – Driver do painel eletroluminescente

O que sobra para olharmos agora é a antena, o suporte do SIM card e o módulo da Qualcomm. Mas antes, olhe só o que temos na parte de trás do módulo…

Módulo Qualcomm

Test points! E o melhor, JTAG! Este foi o melhor momento de todos! É o climax para qualquer hardware tinkerer/hacker!

Para acessarmos o SIM card, abra o compartimento preso por 4 parafusos. O SIM card é um típico SIM usados em aparelhos GSM/3G. É da Claro, como todos sabem. Ah sim, se você colocá-lo em um aparelho celular, ele pede o PIN. Não tentei os defaults. Vai que só temos uma chance restante? Erre e já era. Não quero (ainda) perder a conexão com a ZeeboNet. :)Quem sabe no futuro consigamos descobrir o PIN correto.

SIM card

Remova os parafusos que prendem o módulo Qualcomm. São 4 pequenos parafusos. O módulo está colado à placa. Tenho raiva imensa quando usam cola para fixar alguns componentes, como o LCD no Nokia N82!

PROCEDA com cuidado, descole vagarosamente, puxando pelos lados do módulo. Não exerça força excessiva na placa ou no módulo, paciência.

Vire a placa e verá o conector da antena. Desconecte-a. A antena na verdade é só o padrão de metal preso em um pedaço de plástico.

Módulo Qualcomm e conexão da antena

De volta ao módulo… Este é o Zeebo! O resto é, podemos dizer, circuito de suporte e interfaces.

Módulo Qualcomm - Zeebo!

Vamos remover a blindagem de metal que protege contra interferências.

Módulo Qualcomm sem a blindagem

Anotação dos componentes:

Módulo Qualcomm - Componentes

♦ Qualcomm MSM7201A – SoC (“CPU”)

♦ Hynix HYH0SQJ0MF3P – MCP (1 Gbit DDR SDRAM x32 + 1 Gbit NAND Flash x16)

♦ Hynix H26M11002AAR – eNAND Flash ( 1GB x 8 )

♦ Qualcomm PM7540 – Power Management

♦ Qualcomm RTR6280 – RF Transceiver (retirado do “Zeebo 
Developer 
Guide”)

♦ MA573 – Filtro? Amp?

♦ TriQuint Semiconductor TQS-7M5008 – Power Amp Quad-band GSM

♦ Provavelmente power amps da Avago (ACPM-XXXX), para as bandas UMTS (850/2100 MHz?)

♦ AA533 – Filtro? Amp?

♦ Intersil ISL8013IRZ – DC/DC Converter (Buck)

♦ SMSC USB3316 – USB Transceiver

♦ Conector Hirose

♦ Indutor do conversor Buck DC/DC.

♦ Conectores das antenas (somente um utilizado)

Nota-se bastantes semelhanças entre este módulo e o telefone HTC Dream (ou T-Mobile G1), o primeiro aparelho com Android. É um design padrão, maduro e “sólido” da Qualcomm. Não arriscaram (e nem precisaram) de projetar o hardware do zero para o tal console Zeebo.

Sobre a interface JTAG, tentarei comunicar com a chain posteriormente, assim que conseguir um adaptador JTAG decente. O que tenho disponível agora é um famoso Wiggler. Por isso, não posso comunicar com os níveis de tensão do módulo, que acredito serem 2.6 V (não olhei no Vref, é baseado em dados obtidos da Internet). Se a interface estiver ativa e funcional, poderemos abrir um leque de possibilidades para modding no Zeebo! E obviamente, tudo dentro da legalidade. 😉